Casamento Eterno, Chamado e Eleição & A Ordenança do Lava-Pés

Updated: Apr 12



Tudo o que Deus faz é eterno

O início de tudo trouxe o único casamento realizado diretamente por Deus que conhecemos, em Gênesis 2:22-24:

“E da costela que o Senhor Deus tomou do homem, formou uma mulher, e levou-a a Adão.

E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada.

Portanto, deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.”

Em Eclesiastes 3:14, lemos:


“Sei eu que tudo quanto Deus faz durará eternamente; nada se lhe deve acrescentar, e nada dele se deve diminuir; e isso faz Deus para que haja temor diante dele.”

Este versículo nos ensina que tudo o que o Senhor faz é, além de bom, eterno. Casamentos feitos pelo poder autorizado, o Sacerdócio de Deus, conhecidos como selamentos, durarão eternamente.

Em Mateus 16:19, aprendemos que:


“E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.”


Jesus Cristo conferiu as chaves do Sacerdócio de Melquisedeque a Pedro, que mais tarde conferiu o mesmo poder ao profeta Joseph Smith e restaurou a autoridade de exercer o poder selador. O Sacerdócio também permite que, em nome de Jesus Cristo, incluindo o batismo, um portador digno possa conferir o Dom do Espírito Santo, bênçãos de cura e conforto, além de selamentos.

Para ler mais sobre o Casamento Eterno, leia também o artigo Casamento Eterno na Bíblia: Escrituras a Ponderar.

Se formos fiéis, estaremos com Ele

“Ter o chamado e as eleições garantidas” não é uma frase que usamos muito dentro ou fora da Igreja de Jesus Cristo, pois normalmente quem sabe do assunto o guarda como sagrado. Não entrarei em detalhes aqui sobre estas ordenanças restauradas por Joseph Smith, apenas contribuirei para que possamos entender melhor as origens e o que há de publicado sobre o assunto. Em minha opinião, quanto mais estudarmos a doutrina, mais entenderemos a mente do Criador, nos converteremos e viveremos o Evangelho.

Pedro claramente entendia o que estas duas ordenanças significavam. Ele mencionou em 2 Pedro 1:10:


"Portanto, irmãos, procurai fazer cada vez mais firmes a vossa vocação e eleição; porque, fazendo isso, nunca jamais tropeçareis."

Quem é que não gostaria de receber este tipo de promessa: de nunca cair? E quais os requisitos para que recebamos tal promessa?

Para entender o que Pedro quis dizer, verifiquemos os versiculos anteriores, pois ele fez uma lista das coisas que precisamos ser diligentes, ou seja, nossas escolhas, para que alcancemos nosso chamado e eleição como garantidos.

2 Pedro 1: 2-8:


“Graça e paz vos sejam multiplicadas, pelo conhecimento de Deus, e de Jesus, nosso Senhor;

Como o seu divino poder nos deu tudo o que diz respeito à vida e piedade, pelo conhecimento daquele que nos chamou por sua glória e virtude;

Pelas quais ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas, para que por elas vos torneis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo.

E vós também, pondo nisso mesmo toda a diligência, acrescentai à vossa fé a virtude, e à virtude, o conhecimento,

E ao conhecimento, temperança; e à temperança, paciência; e à paciência, piedade;

E à piedade, amor fraternal; e ao amor fraternal, caridade.

Porque se em vós houver e abundarem essas coisas, não vos deixarão ociosos nem estéreis no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo.”

Ou seja, ter o chamado e as eleições asseguradas é procurar ativamente fazer a vontade do Senhor, aceitando cada prova, entendendo a Expiação de Cristo, afastando-se do mundo, buscanco a excelência nos princípios e ordenanças básicos do Evangelho, e principalmente não ser estéril ou ocioso na busca do conhecimento do Salvador Jesus Cristo.

O Chamado e Eleição (ou Segunda Unção)

Os seguidores justos de Cristo podem se tornar numerados entre os eleitos que ganham a garantia da exaltação. Este chamado e eleição começa com o arrependimento e o batismo. Ele se torna completo quando "avança, se banqueteia com a palavra de Cristo e persevera até o fim" (2 Nefi 31:19-20). As escrituras chamam este processo tornando os nossos chamados e eleições certos (2 Pedro 1:4-11; D&C 131:5-6).

Com base na dignidade pré-mortal, Deus escolheu aqueles que seriam a semente de Abraão e a casa de Israel e se tornariam pessoas da aliança (Deuteronômio 32:7-9; Abraão 2: 9-11). Essas pessoas recebem bênçãos e deveres especiais para que possam abençoar todas as nações do mundo (Romanos 11:5-7; 1 Pedro 1:2; Alma 13:1-5; D&C 84:99). No entanto, mesmo esses escolhidos devem ser chamados e eleitos nesta vida para ganhar a salvação.

Em D&C 93:1, lemos:


“Em verdade, assim diz o Senhor: Acontecerá que toda alma que abandonar os seus pecados e vier a mim, e invocar o meu nome, e obedecer à minha voz, e guardar os meus mandamentos verá a minha face e saberá que eu sou.”

Esta promessa foi um dos fundamentos da restauração realizada por Joseph Smith, e cujas revelações repetiram ao longo de sua vocação como profeta de Deus, principalmente aqueles que entram no templo, como em D&C 97:15-16:

“E na medida em que meu povo me constrói uma casa em nome do Senhor, e não sofra qualquer coisa impura para entrar nela, para que não seja contaminada, a minha glória repousará sobre ela;

Sim, e a minha presença estará lá, porque eu entrarei nela, e todos os puros de coração que entrarem nela verão Deus.”


A importância dos convênios no Templo sagrado

Na biografia de Joseph Smith, compilada por Richard L. Bushman, e expandida pelo projeto Joseph Smith Papers, Richard observou que, no templo, os santos poderiam conhecer a Deus. Joseph esperava que seus santos fossem dignos e limpos de todo lixo mundano e assim se tornassem dignos para ver a Deus como o povo de Moisés nunca pode. Joseph disse:

“Eu me sinto disposto a falar-lhe algumas palavras, meus irmãos, sobre a investidura [de poder do Alto]: todos os que estão preparados e são suficientemente puros para cumprir a presença do Salvador, o verão na assembléia solene.”

Um excelente artigo sobre o Chamado de Eleição, escrito por Roy W. Doxey, “Aceito pelo Senhor: A Doutrina de fazer seu Chamado e Eleição ratificados”, traz a seguinte explicação feita pelo Presidente Marion G. Romney, enquanto membro do Conselho dos Doze, quando admoestou os santos em Conferência Geral para fazer sua vocação e eleição certas:

"A plenitude da vida eterna não é atingível na mortalidade, mas a paz que é seu prenúncio e que vem como resultado de tornar o chamado de eleição certeiro é alcançável nesta vida. O Senhor prometeu que "... quem praticar as obras da justiça receberá a sua recompensa, a paz neste mundo e a vida eterna no mundo vindouro". (D&C 59:23)

Eu acho que a paz aqui referida é implícita na declaração do Profeta Joseph Smith, na manhã de seu assassinato: "Eu vou como um cordeiro para o abate, mas estou calmo como manhã de verão. Eu tenho uma consciência limpa em relação a Deus e a todos os homens." (DHC, 6: 555)

Se você quiser aprender mais sobre a doutrina divina do Chamado e Eleição, consulte as referências no final desta página.


A Cerimônia do Lava-pés

Como descrito em Doutrina e Convênios 88:138–141, na Escola dos Profetas, a ordenança do lava-pés era realizada para que ela se tornasse um santuário.

Em João 13, lemos:

“4 Levantou-se da ceia, tirou a vestimenta de cima, e tomando uma toalha, cingiu-se.

5 Depois pôs água numa bacia, e começou a lavar os pés dos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido.

6 Aproximou-se, pois, de Simão Pedro, e ele lhe disse: Senhor, tu lavas-me os pés a mim?

7 Respondeu Jesus, e disse-lhe: O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois.

8 Disse-lhe Pedro: Nunca me lavarás os pés. Respondeu-lhe Jesus: Se eu não te lavar, não tens parte comigo.”

Quando os irmãos portadores do sacerdócio ingressavam na Escola dos Profetas, eram recebidos pela ordenança do lava-pés, que deveria ser feita pelo profeta, seguindo o exemplo de Jesus Cristo descrito acima em João 13. Quanto a essa ordenança, o Élder Bruce R. McConkie, do Quórum dos Doze Apóstolos, ensinou:

“O lava-pés é uma ordenança do evangelho; é um rito santo e sagrado, realizado pelos santos no refúgio de seus santuários no templo. Não é realizada diante do mundo ou de pessoas do mundo. Em Seus dias e em Sua dispensação, Jesus a instituiu no cenáculo, por ocasião da Última Ceia.

Nosso Senhor fez duas coisas ao realizar essa ordenança:

1. Ele cumpriu a antiga lei dada a Moisés; e

2. Ele instituiu uma ordenança sagrada que deveria ser realizada pelos administradores legais entre Seus verdadeiros discípulos daquele dia em diante.

Como parte da restauração de todas as coisas, a ordenança do lava-pés foi restaurada na dispensação da plenitude dos tempos. (…)

O conhecimento relativo ao lava-pés foi revelado passo a passo nestes dias até que um pleno conhecimento fosse agora incorporado nas ordenanças reveladas da casa do Senhor.”

(Mormon Doctrine, 2ª ed., 1966, pp. 829, 831)” (Doctrinal New Testament Commentary, 3 vols., 1966–1973, vol. I, pp. 708, 710).

A ordenança da lavagem dos pés ainda é realizada no templo, pois é uma ordenança restaurada, mas é parte das ordenanças de selagem culminantes que são reservadas para aqueles que fazem sua vocação e eleição nesta vida e pela fé.

Matthew Brown, estudioso do templo, disse:

“O Senhor mencionou em uma revelação, em 1 de novembro de 1831, que concedeu a seus discípulos a autoridade para "selar tanto na terra quanto nos céus" (D&C 1: 8). Durante o mesmo mês, ele indicou que Deus o Pai revelaria aos seus servos que deveriam ser selados "para a vida eterna" por este poder (D&C 68:12). A ordenança da lavagem dos pés foi então introduzida pelo Senhor como o meio pelo qual alguém poderia ser "limpo do sangue dessa geração" (D&C 88:138-141), e quando Joseph Smith administrou essa ordenança, ele afirmou que os que o receberam não eram apenas "limpos" em um sentido ritual, mas também foram "selados para a vida eterna"

(HC, 1: 323-24, ver também MD, 829-32 - Ver Matthew B. Brown, The Gate of Heaven, 235.)

Na série de 4 volumes, The Mortal Messiah: From Bethlehem to Calvary, Elder McConkie falou sobre este assunto sagrado de forma abrangente, apos citar João 13:

“A lavagem dos pés é uma ordenança sagrada reservada para ser feita em lugares santos para aqueles que se tornam dignos. É evidente, no entanto, que os judeus também tiveram ordenanças sagradas realizadas em seu templo, cujo conhecimento não foi preservado, nem poderia ser, em qualquer literatura que tenha chegado até nós.

O que Cristo havia feito? Ele instituiu-se, reinstituído, porque "a ordem da casa de Deus foi, e sempre será, a mesma" - Ele reinstituiu uma das ordenanças sagradas do evangelho eterno. Aqueles que foram lavados nas águas do batismo, que foram libertados do pecado e do mal através das águas da regeneração, que vieram assim como uma nova vida, e que, em seguida, avançam com firmeza em Cristo, mantendo os mandamentos e andando em caminhos de verdade e justiça, qualificam-se para ter um selo eterno colocado em sua conduta piedosa. Eles estão assim prontos para serem investidos com poder diretamente do Alto. Então, em lugares santos, eles purificam as mãos e os pés, como diz a Escritura, e se tornam "limpos do sangue dessa geração perversa" (D&C 88:74-75, D&C 88:137-41.) Então, Como também diz a Escritura, eles recebem unções e lavagens, conversas e estatutos e julgamentos (D&C 124:37-40.)”

Considerações sobre a ordenança do Lava-Pés ensinadas pelo Profeta Joseph Smith enquanto profeta da Restauração:

1) "A Ordenança é essencialmente um complemento da Investidura Templária. Enquanto a investidura do templo faz a promessa de que poderemos nos tornar Reis ou Rainhas com Deus e residir no Reino Celestial com Ele; A ordenança do lava-pés confirma que seremos um Rei ou Rainha no Reino Celestial (a menos que que os que receberam a ordenança do Chamado Eleição e Lava-pés apostatem, é claro).

2) A ordenança é oficializada pelo Profeta da Igreja nos Santos dos Santos em alguns templos, ou por um apóstolo ou portador do Sacerdócio designado.

3) A ordenança é realizada em duas partes. A primeira parte realizada no templo e a segunda parte realizada pela esposa do homem (em seu papel como sacerdotisa para seu marido) e é realizada em seu lar em uma época perto do fim da vida do homem. Isto é semelhante ao lavamento dos pés de Cristo por Maria de Betânia um pouco antes de sua morte.

4) A ordenança é realizada apenas para os mais fiéis da Igreja.

5) A Ordenança não é um requisito para salvação ou exaltação."

(Revelação dada ao Profeta Joseph Smith, History of the Church, vol. 1, pp. 322-324; vol. 2, p. 287.)

Em 27 de dezembro de 1832, este mandamento foi dado como registrado em D&C 88:74-75:

“E dou a vós, que sois os primeiros trabalhadores deste último reino, um mandamento de que vos reunais e vos organizeis e vos prepareis e vos santifiqueis; sim, purificai o coração e lavai as mãos e os pés perante mim, para que eu vos torne limpos;

Para que eu testifique a vosso Pai e vosso Deus e meu Deus, que estais limpos do sangue desta geração iníqua; para que, quando eu desejar, cumpra esta promessa, esta grande e última promessa que vos fiz.”

“Deve lembrar-se que a investidura realizada no Templo de Kirtland era apenas uma investidura parcial, (...) A investidura completa conforme revelação datada de 19 de janeiro de 1841 (D&C 124: 36-41) - incluindo lavagens e unção, exceto em circunstâncias incomuns, é projetada para ser administrada somente nos templos do Senhor pelo profeta da Igreja.”

(Citado por Bruce R. McConkie, Mormon Doctrine, 2d ed. [Salt Lake City: Bookcraft, 1966], 831.)

O Senhor disse com muita clareza: "Muitos são chamados, mas poucos são escolhidos" (Mateus 22:14).


“Não podemos, é claro, ter pleno conhecimento nesta vida do que significa receber o dom da vida eterna no mundo vindouro. Podemos obter nesta vida a certeza de que a alcançaremos no mundo futuro. Convém salientar que as bênçãos do reino celestial são prometidas apenas àqueles que têm tal certeza.


O Profeta Joseph Smith ensinou que uma pessoa assim selada deve ter a íntima certeza, proveniente do Espírito, de que obterá a vida eterna no mundo vindouro. Ele urgente e reiteradamente exortou os santos de sua época a procurarem obter tal certeza, assegurando seu chamado e eleição. É essa firme promessa gerada no coração da pessoa que lhe proporciona paz neste mundo, a qual a sustentará em toda tribulação


Considero as bênçãos do evangelho de valor tão inestimável, que é justo o preço que temos de pagar por elas, e se entendo corretamente o que o Senhor disse a respeito, ele realmente é. Esse preço, porém, está ao alcance de todos nós, pois não é pago em dinheiro, nem tampouco com os bens terrenos, mas através de um viver digno. O que se requer de nós é uma devoção sincera ao evangelho e a obediência irrestrita a A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias” (Conference Report, outubro de 1949, pg. 39-45.)


Assim, o Chamado e Eleição não é reservado a uns poucos. Em Alma lemos que no passado muitos foram “santificados pelo Espírito Santo, havendo suas vestimentas sido branqueadas, achando-se puros e imaculados perante Deus”; eles “só viam o pecado com horror; e houve muitos, e grande foi o seu número, que foram purificados e entraram no descanso do Senhor seu Deus” (Alma 13:12).

Poderia haver muito mais escolhidos, se eles buscassem, perguntassem e batessem com a pureza de coração para procurar, pedir e bater até encontrar.

O Senhor finalmente será misericordioso com a humanidade através da Sua glória com cada um individualmente. Muitas pessoas pensam que estão muito além de receberem tais promessas, mas se ouvirmos a voz do Senhor e recebemos a remissão de nossos pecados após termos nos arrependido e os restituido o melhor que pudermos, e perseverarmos até o fim, o Senhor está mais do que disposto a nos dar essas promessas quando estivermos prontos.


Um casal que caminha junto, trabalhando diariamente para tornar seu casamento celestial, que o considera mais importante do que qualquer coisa deste mundo, e que trabalha incansavelmente para que seu/sua companheiro(a) alcance o mesmo patamar de excelência espiritual e felicidade, poderão receber todas as ordenanças para que tenham seu Chamado de Eleição garantido ainda nesta vida.

Acima de tudo, devemos estar dispostos a seguir a voz de Deus acima de qualquer outra pessoa. E para isso, devemos conhecer a Sua voz.

Para mais informações, consultem estas referências:

1. Bruce R McConkie, Doctrinal New Testament Commentary - Volume III Colossians-Revelation, pág 323 a 355.

Existem várias perguntas que são respondidas a fundo, é um livro publicado publicamente. Na página 329 diz:

"Ter o chamado e as eleições assegurados após ser selados para a vida eterna, é ter a garantia incondicional de exaltação no mais alto céu do mundo celestial, é receber a certeza da divindade, e é, de fato, ter adiantado o dia do julgamento, sabendo que a herança de toda a glória e honra do reino do Pai será assegurada antes do dia em que os fiéis realmente entrem na presença divina para sentar-se com Cristo em seu trono, assim como Ele está já "estabelecido" com o Pai no Seu trono” (Como citado em Apocalipse 3:21).


2. Dicionário da Bíblia


Além disso o GEE é exatamente o que é, uma Guia de Estudos das Escrituras, aliás parte dele é traduzido do Dicionários da Bíblia em IngLês, junto com as referências do Guia de Tópicos. O Dicionário da Bíblia das Escrituras em Inglês foi em grande parte tirado de um Dicionário Bíblico da Igreja Anglicana, junto com comentários de vários estudiosos do evangelho, professores de religião e alguns eruditos membros de A Igreja de Jesus Cristo que corrigiram, compilaram, e adicionaram muito mais luz e conhecimento a todos os tópicos. É um trabalho em progresso que sempre é atualizado.

No Dicionário da Bíblia em Inglês há um "aviso legal", infelizmente tal aviso não se encontra na versão em Português, e muitos membros pensam que o GEE também é cânon, quando na verdade ele é um comentário do cânon, é literatura homilética, tal qual os livros publicados por Bruce R. McConkie como Mormon Doctrine, Doctrine of Salvation & New Testament Comentary aqui citados.


Este é o prefácio do Dicionário da Bíblia em Inglês que se encontra na bíblia versão do Rei Tiago (King James) publicada pela Igreja:


“(O Dicionário) Não tem a intenção de ser um endosso oficial e revelado pela igreja como doutrina, história, cultura e outros assuntos elencados. Muitos dos itens foram extraídos a partir da melhor pesquisa acadêmica disponível no planeta e estão sujeitas a reavaliação baseada em novas pesquisas e descobertas ou em nova revelação. Os tópicos foram cuidadosamente selecionados e são tratados brevemente. Caso uma discussão mais elaborada for necessária, o estudante deve consultar um dicionário mais extensivo."


O Guia de Estudo para as Escrituras define Chamado e Eleição da seguinte maneira:


Os fiéis seguidores de Cristo podem ser contados entre os eleitos que obtêm a certeza de exaltação. Esta vocação e eleição começa com o arrependimento e batismo, e se torna completa se “prosseguirdes, banqueteando-vos com a palavra de Cristo, e perseverando até o fim” (2 Né. 31:19–20). As escrituras chamam esse processo de “fazer firme vossa vocação e eleição”.

Mais fontes de estudo sobre o Chamado de Eleição e o Lava-pés - Links originais em Inglês - Clique no final de cada um em TRADUÇÃO LIVRE entre parênteses para ler em português)


3. Forum de discussões da FAIR, um forum onde participam vários membros com grande conhecimento da Historia e Doutrina da Igreja:

http://www.fairwiki.org/Mormonism_and_temples/Second_anointing (TRADUÇÃO LIVRE)

4. Mais sobre a ordenança do Lava-Pés:

http://www.templestudy.com/2008/05/06/washing-of-feet/ (TRADUÇÃO LIVRE)

Outros:


5. Fazendo seu chamado de eleição garantido:


http://emp.byui.edu/marrottr/callelectsurjsbrmc.htm (TRADUÇÃO LIVRE)

6. Artigos e manuais de A Igreja de jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias sobre o assunto:


https://www.churchofjesuschrist.org/search?lang=eng&query=chamado%20de%20elei%C3%A7%C3%A3o%20lava%20p%C3%A9s&facet=manuals&highlight=true&page=1

#LDS #Doutrina #ChamadodeEleição #LavaPés #Ordenança #Promessas #Deus #JesusCristo

Recent Posts

See All